agosto 4, 2021
Como a saúde bucal influencia diretamente na autoestima

Como a saúde bucal influencia diretamente na autoestima

Uma pessoa que está de bem com a vida ou consigo mesma transmite a autoestima através de um sorriso. Inclusive, há uma grande relação sobre como a saúde bucal influencia diretamente na autoestima das pessoas. 

 

A aparência pode dizer muito, principalmente quando a pessoa não se sente à vontade com a própria imagem, influenciando em relações pessoais e interpessoais. Assim, a beleza do sorriso tem grande importância nesse contexto. 

 

Quando a saúde bucal está comprometida, não são apenas os dentes ou as funções da fala e da mastigação que ficam prejudicados. A autoestima das pessoas fica abalada, prejudicando a qualidade dos seus relacionamentos sociais. 

Pessoas com problemas dentários geralmente sentem insegurança para o convívio social, sentem vergonha de sorrir, embaraçados ou envergonhados por conta dos incômodos sentidos, o que afeta consideravelmente as interações.

Inclusive, não é só com os dentes que há uma preocupação. Problemas como a halitose também podem prejudicar o convívio social, seja no trabalho, escola, faculdade ou no lazer. 

O mau hálito, mesmo depois de lavar os dentes e a boca, pode acontecer e deve ser tratado.

Além da questão do convívio social, a satisfação ao se ver no espelho e ter a sensação de bem-estar são essenciais para a autoestima. 

 

Com isso, podem surgir mais pensamentos negativos, sensações de mal-estar e, em casos mais graves, até a depressão pode acontecer.

 

Por isso, a saúde bucal deve ser levada em conta como algo elementar, que influencia no funcionamento de todo o organismo. 

 

Mais ainda, assim como a ida ao médico é necessária periodicamente, ir aos consultórios de odontologia, seja particular ou de plano odontológico, é crucial para uma vida saudável e para melhorar a autoestima. 

Como cuidar da saúde bucal

Cuidar da saúde bucal é adotar hábitos mais saudáveis de higiene, no decorrer de toda a vida.

 

Para isso, deve-se escovar os dentes três vezes ao dia, utilizando escovas macias. A escovação eficiente deve durar, em média, 2 minutos.

 

Depois de escovar os dentes, é importante escovar a língua e as partes internas da bochecha.

 

Após o término de cada escovação, deve-se bochechar 20 ml de enxaguante bucal.

 

Outro hábito higiênico essencial para manter a saúde bucal é utilizar o fio dental todos os dias.

 

Além dos hábitos de higiene, também há outro fator que se relaciona com a saúde bucal e mental: a alimentação. 

 

Para se ter uma ideia, alimentos açucarados alimentam as bactérias da boca, prejudicando a estrutura bucal e favorecendo a cárie. 

 

O mesmo acontece com os carboidratos simples, que posteriormente se tornam açúcar e influenciam na saliva, impactando a acidez bucal e corroendo a estrutura dental. 

 

Em casos de cárie, o dentista deve ser consultado para que seja feito um tratamento de canal. 

 

Os alimentos que fazem bem para a saúde bucal são os ricos em fibras, cálcio e vitamina D. 

 

Isso porque eles fazem com que o esmalte do dente fique mais forte, favorecem a produção de saliva e realizam a limpeza natural dos dentes, deixando a arcada dentária bem nutrida. 

 

Por fim, a ida ao dentista a cada seis meses é fundamental para manter um belo sorriso. 

 

Na prática, o profissional é responsável por acompanhar a saúde bucal, além de limpar o tártaro dos dentes e injetar o flúor para a fortificação do esmalte do dente. 

Procedimentos odontológicos

Além dos cuidados de higienização bucal, também existem procedimentos odontológicos que contribuem com a aparência do sorriso, consertando suas imperfeições tanto na estrutura quanto em sua coloração, como:

 

  • Clareamento dentário;
  • Implante dentário;
  • Lente de contato dental;
  • Aparelho ortodôntico.

 

No caso do aparelho ortodôntico, por exemplo, pode-se melhorar não só a estética, mas a funcionalidade da arcada dentária, alinhando o sorriso e proporcionando a correção da mordida.

 

Assim, para que haja mais saúde bucal e mental, é importante conciliar boas práticas e visitas regulares aos profissionais, principalmente porque eles podem identificar e tratar os problemas bucais.

 

Inclusive, mesmo aqueles que têm origem no descuido causado por questões emocionais podem ser tratados, direcionando o paciente ao suporte psicológico sempre que necessário.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto, empresa especializada em planos odontológicos com atendimento acessível para devolver o sorriso dos pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *